quinta-feira, 1 de maio de 2008

O básico sobre sentir saudades...



Incrível como nossos sentimentos simplesmente se escondem dentro de nós. Quando pensamos que eles foram embora e que nunca mais os sentiremos, lá estão eles presentes novamente.

E nada mais básico do que sentir saudades. Saudades de quem se ama, saudades de quem se quer ter por perto. Saudades do que se sentiu algum dia e quer sentir novamente.

E sentir saudades é sofrer sozinho. É a mistura de sentimentos de perda, distância e amor. E quando esse amor é incondicional, esse sentimento toma uma dimensão maior do que o universo.

Tentar se distrair com outros assuntos pode até acalmar seu coração. Mas a única coisa que mata a saudade é a presença de quem se sente saudade. Você pode ter saudades de um lugar, de uma determinada época. Mas nenhuma saudade é comparada à saudade que você tem de pessoas.

Pessoas que se foram e nunca mais voltarão.
Pessoas que se foram e voltarão.
Pessoas que se foram.
E, principalmente, pessoas que não fazem a mínima idéia de quanta saudade sentimos por elas.

Passar um tempo longe do meu filho de pouco menos de 2 anos e da minha esposa simplesmente faz com que toda a saudade do mundo transborde sobre mim.

Ainda bem que isso acaba hoje.
Sentir tanta saudade assim não tem nada de básico.

Um bom final de semana a todos.

2 comentários:

drika disse...

o melhor da saudade é poder matá-la!!
beijos.

Deh disse...

mata logo! o que te mata!
detesto sentir saudade!
bjo grande

Deh
solemescorpiao.wordpress.com